Categorias
Comportamento Marketing Digital Social Media

Redes sociais como fontes de notícias

midias-sociais-fontes-noticiasComo já não é mais novidade para ninguém, a internet é algo que veio para ficar e através dela que diariamente somos “bombardeados” pela chuva de informações que cai a todo instante, 24 horas por dia.

De um certo tempo para cá, já podíamos contar com o auxilio da internet para que pudéssemos nos manter sempre atualizados. Com advento da famosa Web 2.0, esta possibilidade tem levado até os internautas a informação numa velocidade de tempo cada vez maior.

 Com ela, vieram as redes sociais que por sua vez revolucionaram a internet e trouxeram até o usuário uma experiência interativa incrível onde ele mesmo pode além de participar, criar o conteúdo.

 Hoje podemos contar com diversas redes como Orkut, Facebook, My Space, Twitter, Hi5 entre outras. Um dos exemplos mais próximos e mais populares que temos atualmente é o Orkut, que tem como Brasil o país com maior número de usuários do seu serviço.  Devido ao grande volume de usuários dentro nosso país, a Google Brasil atualmente é a filial da empresa responsável pelo gerenciamento  e manutenção do serviço.

 Outro serviço que a cada dia cresce mais não só Brasil, mas em todo o planeta é o serviço de microblogging Twitter, e ele que será a base deste artigo. O jeito inovador de criar posts com até 140 caracteres tem atraído cada vez mais usuários e várias empresas estão de olho, inclusive interagindo com esta ferramenta. A famosa pergunta “O que você está fazendo agora” impulsiona o usuário a explorar os recursos desta rede.

 O que me chama mais atenção neste serviço é a rapidez como as notícias chegam. Não só pelo fato de vários veículos de informação ali encontrarem-se instalados, mas sim a colaboração de informações dos seus usuários conhecidos dentro do Twitter como seguidores.

 O dia 25 de junho com certeza vai entrar na história da internet e na minha também, sendo o dia da morte de Michael Jackson. Os maiores veículos de informação do mundo ainda não haviam confirmado a morte do cantor, mas no Twitter eu já estava com a confirmação do fato. A quantidade de updates e tags foi tanta que o servidor do microblogging perdeu sua performance gerando uma lentidão e até perda de acesso para alguns usuários. A repercussão da notícia foi incrível, algo jamais visto na história da internet. Muito depois de saber da morte de Michael Jackson pelo Twitter, foi que a mídia convencional confirmou a notícia.

Depois deste dia eu mudei muito o meu conceito em relação à credibilidade das informações recolhidas nas redes sociais, lembrando que nem em todas elas podemos confiar. Meu objetivo aqui neste artigo não é fazer críticas à imprensa tradicional, pois eu concordo que antes de divulgar uma notícia oficialmente deva ser feita uma apuração para aí sim noticiar para o mundo, como ocorre hoje no jornalismo.

Resumindo, as redes sociais estão se tornando cada vez mais a forma mais ágil para nos atualizarmos quanto às notícias e também no aprendizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *