Categorias
Comportamento Inspiração Tecnologia

10 coisas tech para fazer em 2014

10_coisas_tech

E aí, meu povo. Tudo bem por aí?

A revista InfoExame deste mês teve como matéria de capa a reportagem ’50 coisas tech para se fazer antes de morrer dar logoff’. Elaborada pelos repórteres Gabriel Garcia, Rodrigo Brancatelli e Thiago Tanji, a matéria traz um conteúdo bastante interessante, onde das 50 dicas apresentadas, resolvi separar e compartilhar aqui algumas que elenquei como viáveis no Brasil, além de serem acessíveis. Confira:

1. Pule de paraquedas com uma câmera de ação:  saltar de paraquedas já é sensacional, mas mostrar aos amigos é ainda melhor. Com a popularização das câmeras de ação, como a GoPro, com preços de 499 a 2.499 reais, dá para gravar seus gritos de pavor em 1080p, além de passar a emoção de despencar de 400 metros em salto duplo na escola de Boituva (SP), ao preço de 299 reais. Plano B: até criar coragem para pular, assista aos vídeos de outros aventureiros. Só no YouTube há mais de 200.000 clipes gravados com a GoPro;

2. Hackeie um site: que tal se sentir um membro do Anonymous por um dia, nem que seja para entrar no Tumblr de seus amigos? Dá pra aprender caminhos para invadir e hackear um site com o pacote de aplicativos online que a empresa de segurança Sucuri oferece (sucuri.net, até 630 reais). É possível descobrir onde estão as principais brechas, mas use com responsabilidade. Plano B: Proteja seu site contra espertinhos. O OpenVAS é um diretório que oferece programas e pacotes gratuitos para barrar invasão e monitorar redes (openvas.org);

3. Construa sua câmera digital: Criada por Shree Nayar, professor de ciência da computação da Universidade de Columbia, a Bigshot vende um kit para montar uma câmera digital por 89 dólares (bit.ly/I73mNe). Plano B: relembre os tempos de escola e faça uma câmera analógica com uma lata de alumínio com um furinho que projeta a luz em um papel fotográfico.

4. Publique um e-Book: a livraria brasileira Saraiva e o serviço de e-reading Kobo têm bons serviços para a publicação e a comercialização de obras digitais. Eles ficam com uma porcentagem das vendas. Agora só falta plantar uma árvore e ter um filho. Plano B: mas, se seu sonho é publicar uma obra impressa, tente compartilhar o projeto em um serviço de financiamento colaborativo, como site Catarse (catarse.me);

5. Faça a própria cerveja: A PicoBrew Zymatic é uma máquina caseira para fazer cerveja. Basta colocar os ingredientes, encher o recipiente com água e apertar um botão. Pronto. Três horas e meia depois, o barril está cheio de cerveja não fermentada. A produção é concluída com a fermentação, que leva de cinco a sete dias. Ela custa 1.500 dólares. Plano B: confira no tutorial o processo para fazer sua própria cerveja em casa (bit.ly/cervejacaseira);

6. Crie uma startup para ajudar sua cidade: diversas startups resolvem problemas das grandes metrópoles com big data e outras tecnologias. Você pode fazer a mesma coisa em sua cidade com a instalação de câmeras em grandes avenidas, sensores em chaminés ou o reconhecimento de padrões entre dados de ocorrências para encontrar criminosos. Veja iniciativas apoiadas pelo Smater Cities (ibm.com/smartercities), projeto da IBM para startups que tentam resolver problemas comuns das metrópoles. Plano B: o site Dados do IBGE (dados.gov.br) pode ser um bom ponto de partida para ideias de novas empresas com base em um mar de números;

7. Instale um gerador de energia solar: um laptop utiliza 65 watts de energia por hora para funcionar, em média. Um kit fotovoltaico que produz diariamente 250 watts custa 700 reais. Se estiver disposto a gastar mais, perto de 5.000 reais, dá para energizar uma residência. É necessário incluir no preço uma ou mais baterias do tipo estacionária (de carro), cujo preço varia de 250 a 500 reais. Plano B: o site rain.org ensina como criar geradores solares no estilo MacGayver, com peças encontradas em lojas de materiais de construção;

8. Faça um drink molecular: quer expandir a experiência alcoólica? Uma boa opção é um drinque com mixologia molecular. Marcos Ribeiro, barman do Lab Club, ensina a receita de um drinque gelatinoso feito com tequila, curaçau red e suco de limão.

  • 130 ml de tequila
  • 50 ml de curaçau red
  • 20 ml de suco de limão
  • 1,5 gde ágar-águar
  • 0,5 g de goma de xantana

Após aquecer a tequila e o curaçau red, adicione o ágar-ágar e a goma xantana, responsáveis pela consistência sólida do drinque. Coloque a mistura em forminhas de caveira e leve à geladeira por 15 minutos. Plano B: opção para perguiçoso: compre um pacote de minhoquinhas  coloridas de gelatina e adicione vodca;

9. Crie um objeto e imprima em 3D: o Fab Lab é um centro aberto de pesquisa e produção que usa máquinas e tecnologias digitais para criar objetos. Presentes em 30 países, esses laboratórios permitem criar protótipos com rapidez e baixo custo. No Brasil existem dois: um na USP e outro no centro de São Paulo. Veja em fablabbrasil.org. Plano B: o site 3DHubs.com divulga contatos de proprietários de impressoras 3D que desejam alugá-las.;

Diferente das dicas deixadas até agora, a dica abaixo é de minha autoria. É totalmente offline, e de tech não tem nada. Desejo muito que você possa aproveitá-la não só no ano que se inicia, mas por toda a vida.

10. Saia da casinha: conheça lugares novos, pessoas novas, experimente viajar sozinho para lugares desconhecidos (é incrível!), não pense só em trabalho, curta sua família e as pessoas que lhe amam. Enfim, VIVA! Perdemos muito, mas muito tempo de nossas vidas com coisas que não nos levam a lugar algum e não agregam valor ao camarote, não é verdade? =p Plano B: crie vergonha nessa cara, pare de reclamar e levante do sofá. Tenha atitude em 2014!

Fui. Nos vemos no ano que vem. Partiu praia! o/

Câmbio, desligo.

Imagem do post: FreeImages

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *